A plataforma AgroAPI vai ofertar informações e modelos gerados pela Embrapa que poderão ser utilizados por empresas e startups para a criação de softwares, sistemas web e aplicativos móveis para o setor agropecuário, com redução de custo e de tempo.

A plataforma AgroAPI contempla desde informações sobre produtividade e cultivares até zoneamentos agrícolas, que podem ser úteis, por exemplo, no desenvolvimento de soluções para o planejamento e monitoramento da produção e a gestão de risco agrícola. Países como os Estados Unidos, a Austrália e a França já dispõem de plataformas semelhantes.

Os dados serão disponibilizados pela ferramenta de forma totalmente virtual por meio de APIs (Interface de Programação de Aplicativos, na tradução do inglês). Elas consistem num conjunto de padrões e linguagens de programação que permite, de maneira automatizada, a comunicação entre sistemas diferentes de forma ágil e segura. Apesar de invisíveis para o usuário comum, as APIs são responsáveis pelo funcionamento de diversos recursos utilizados no dia a dia em aplicativos de mobilidade, sites de comércio eletrônico e redes sociais, entre outros nichos de mercado.

 

Fonte: Dinheiro Rural (01/05/2019).